Blog

Precisamos falar sobre os riscos das Cabines de LED

A onda das unhas de gel vem dominando o mundo das manicures. Entre famosas nacionais e internacionais, parece que todo mundo deixou a unha de verdade para trás e se entregou à sintética.

Claro, não há nada de errado com isso. Muita gente tem dificuldade com o processo de deixar a unha longa, seja porque ela quebra facilmente ou demora muito tempo para crescer. As unhas de gel em comparação, cortam todo esse caminho criando, imediatamente, aquela aparência alongada e elegante. Fora isso, ainda são bem menos nocivas para a saúde das unhas do que as antigas postiças.

A popularização dessa técnica é acompanhada do aumento de uso das maquininhas de secagem rápida, aquelas pequenas câmaras de luz azul que endurecem o gel rapidamente, mais conhecidas como Cabines LED. Inclusive, muitos salões, manicures, e até pessoas em casa, começaram a aderir ao aparelho para secar a esmaltação mesmo sem a aplicação da unha de gel.

Conforme vamos avançando em termos de tecnologia, sempre queremos que nossa vida, principalmente no âmbito profissional, fique cada vez mais prática. Com o aparelhinho, metade do tempo é cortado e não existe risco de borrar o esmalte e ter que refazer a pintura.

Mas, como tudo que é novidade, é necessário avaliar se vale mesmo a pena. O problema com a cabine, é que para fazer essa secagem ela usa luz UV, o que não faz nada bem para a saúde da pele.

Há alguns anos, houve uma onda de conscientização por conta do bronzeamento de luz UV, que aumenta muito o risco de câncer de pele, além de envelhecê-la mais rápido. Em comparação, a pequena quantia usada no aparelho de secagem por si só não deve causar problemas, mas a frequência de uso acaba tendo consequências.

Uma recente trend de vídeos no TikTok, mostra mulheres colocando fotos de suas mãos antes e depois de começaram a usar a Cabine LED, e é perceptível o envelhecimento e escurecimento da derme da região. O problema é que esse tipo de luz tem entre duas a três mais vezes  poder de penetração do que a luz do sol, que é refratada pela atmosfera.

Para se ter uma ideia, os 20 minutos para secar a unha, equivalem a você ter deixado sua mão, sem proteção, no sol quente de verão por 40 minutos. Supondo que você faça a unha duas vezes por mês, são 1 hora e 20 minutos dessa exposição, dependendo ainda da força da cabine usada.

Assim como se deve fazer na praia, especialistas indicam que é superimportante aplicar o protetor solar antes de começar a fazer a unha, ou até utilizar, além do protetor, uma luva que não cubra a ponta dos dedos. Quando se fala de envelhecimento e possíveis doenças graves de pele, como o câncer, todo cuidado é pouco.


Leave a Reply

Your email address will not be published.

*


Chamar no WhatsApp
Olá! Quer tirar suas dúvidas?