Blog

Natalia Beauty marca presença na Penitenciária Feminina Sant’Ana

As sentenciadas da Penitenciária Feminina Sant’Ana (PFS) participaram, no dia 9 de dezembro, do curso de capacitação profissional em design de sobrancelha, oferecido pelo Instituto Natalia Beauty. A ação contou com apoio da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro), pertencente à Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

O workshop foi marcado por demonstrações de contentamento. Uma delas ocorreu quando as 30 presas foram convidadas a vestirem o pijama rosa, marca registrada da empresa. Durante as 8 horas de aulas, divididas entre teórica e prática, a alegria predominou entre as mulheres que receberam orientações sobre gestão de negócios a partir de dicas práticas de marketing, investimento e finanças, com direito a certificado de realização do curso.

Segundo os organizadores, a ação social de Natalia Martins, fundadora do Instituto, tem como objetivo oferecer oportunidade de trabalho e uma nova vida para alunas do curso, quando em liberdade. Nesse cenário, também cabe história de superação e de empoderamento feminino. De acordo com eles, a ideia é oferecer recursos e estímulos para as mulheres conquistarem o protagonismo, a visibilidade, a independência e o sucesso nos negócios.

Na abertura do encontro, o Diretor do Centro de Trabalho e Educação da penitenciária, Roberto Benjamin Andretta, elogiou a iniciativa e destacou a importância de uma formação profissional. Incentivou todas a aproveitaram bem as aulas, destacando a necessidade de se ter um “plano B” com relação à formação profissional, tendo em vista as dificuldades financeiras que podem sobrevir em qualquer momento na vida.

As instrutoras da Natalia Beauty, Renata, Fernanda, Rita, Renata e Dheinnifer, promoveram momentos de descontração. Juntas, interagiram com as reclusas sobre as etapas recomendadas para um trabalho eficaz, sem perder de vista que a proposta é realçar a beleza natural e não fazer um padrão. Em todas as fases abordadas, as mulheres presentes participavam tirando dúvidas ou relatando experiências de vidas.

Para a sentenciada E.C.C., o curso foi além de sua expectativa, principalmente ao demonstrar cuidado e respeito pelas mulheres que estão com restrição de liberdade. Na sua opinião, a roupa resgata o amor próprio de cada uma das participantes.

A expectativa das alunas no workshop foi de aprimorar o trabalho com as sobrancelhas, algo que algumas já fazem com as demais custodiadas da unidade prisional. S.S.S. relatou que estava ansiosa para participar da ação. “É muito bom ver pessoas que estão dispostas a nos ajudar e por isso sou muita grata”, declarou.


Reprodução: Secretaria da Administração Penitenciária (sap.sp.gov.br)


Leave a Reply

Your email address will not be published.

*


Chamar no WhatsApp
Olá! Quer tirar suas dúvidas?